Turismo: explorando o mar de Abrolhos

Turismo: explorando o mar de Abrolhos

Cavernas da Siriba parte de fora da Ilha Siriba voltada para o sudoeste, tendo 02 cavernas a 14 mts, uma reta e outra fazendo um ângulo de 90º formada por coral de franja. Nestas duas cavernas não há quase vida internamente; porem na caverna de cima que fica a 3 mts de profundidade é constituída de rocha e coral, possui 3 entradas e uma saída formando um quenium de rocha, com diversos tipos de peixes, como dentoes, pingo de ouro, lagostas, congro e badejos.

 

Lingua da Siriba extensão da Ilha Siriba em formato de cunha, voltada para noroeste com aproximadamente 200 mts de comprimento. A parte em que são feitos os mergulhos é ao lado de nordeste. A língua é formada de rocha e corais franja. ali são encontrados alguns tipos de peixes diferentes como por exemplo: guarajuba, raia chita, um tipo de dentão semi listrado sem lagrima, cardumes de salema, cambumba, sargos, sardas, também encontrados cações, badejos, garoupas, frades, corais celebros e lagostas. A profundidade máxima é de 8 mts.


 

O conjunto de chapeirões em frente ao paredão do farol. Possui absurda biodivercidade. Profundidade máxima 17 e mínima de 10 mts. Formado de alga calcaria e sobre posicionamento de outros tipos de corais. É encontrado lá quase todos os tipos de corais da região, vários tipos de esponjas, inclusive umas sobre as outras, cardumes de peixes inchada, a raia manteiga, badejos, garoupas, anêmonas (inclusive com camarão palhaço juvenil azul.


 Turismo: explorando o mar de Abrolhos

Costão do farol paredão ao lado do farol; possui restos de material de construção do mesmo no fundo, nesta região encontramos alguns tipos de peixes mas específicos, como olhetes, guarajubas, baicus de vários tipos, xareus, moréia verde e meros. A profundidade chega a 14 mts.


 

Portinho Sul localizado em frente a praia da Ilha Santa Bárbara voltada para sudoeste. Com profundidade máxima de 8 mts; o visual é formado de corais franja, com peixes badejos, dentões, frades, xareus, cirugiões, moréias e guaricemas. Local com pouca corrente, ideal para o primeiro mergulho de avaliação. Ótimo para batismos e mergulho noturno.


Turismo: explorando o mar de Abrolhos

 Mato Verde na curvatura da Ilha Santa Bárbara voltada para o sul, formado por corais franja. Contem uma caverna de 12 mts de comprimento a 2 mts de profundidade. São encontrados neste local tartaruga de pente, barracudas, budioes, cardumes de cambumbas. A profundidade máxima é de 7 metros e as águas são calmas, sem correntezas. Possui uma parte em que corais de franja aparecem fora d’agua na maré baixa, formando uma piscina onde normalmente são encontrados pequenos tubarões.


 

Laje do aquário formada por rochas e algas de diversos tipos., A sua profundidade máxima é de 6 mts, e tem um formato redondo. o visual é composto por cardumes de peixes vários tipos, além de lagostas, badejos e um tipo de concha chamado, caramujo chapéu, que está ameaçado deextinção no Brasil. O mergulho aqui deve ser feito nas mudanças de marés, pois há correntezas no local.


 Turismo: explorando o mar de Abrolhos

Caleiros ponta da Ilha Santa Bárbara voltado para o oeste e fazendo parte do canal da barracuda. Local raso, com profundidade máxima de 6 mts. Formado por corais de franja e corais celebros. Aqui são encontrados peixes cirurgião, badejos, barracudas, frades, moréias, mirikidis, dentões, peruais, tartarugas, lagostas e baiacus.


 

Portinho norte lado virado para Ilha da Guarita. Próximo ao local de desembarque da Ilha Santa Bárbara. Com profundidade máxima de 8 mts. A área é composta por corais franja, areia com campo de gramíneas. Há grandes concentrações de peixes cirurgiões, budiões, dentões, badejos e algumas tartarugas.


 Turismo: explorando o mar de Abrolhos

Faca cega e Atlantis Chapeirões que formam grandes cavernas parecidas com uma catedral com profundidade de até 20 mts e água extremamente límpidas nos seus interiores, formada principalmente de algas calcarias, que estas mesmas filtram a água para o interior das cavernas, encontra-se nesta região todos os tipos de peixes.


 

Chapeirão da Sueste ao lado da Ilha Sueste, chapeirões estes com formação misturada de rocas e corais no fundo de areia e algas, com diversas passagens fazendo um labirinto encontrado gorgonias muito grandes, esponjas, badejos, dentões, ocasionalmente tubarões. Profundidade máxima de 14 mts.


Turismo: explorando o mar de Abrolhos

Rosalina Navio cargueiro Italiano afundou em 1955 carregado de cimento e cerveja. Começa a 0 mts de profundidade e vai a 20 mts. Semi inteiro porem em faee de desmoronamento. Aglomerado por corais e peixes de passagem (barracuda, sardas, cação, guaricema) e de moradia (badejos, garoupas, budioes, dentoes). Tem 106 mts de comprimento.


 

Chapeirão Jean Pierre a leste da Ilha Santa Bárbara totalmente cabeado, profundidade máxima 19 mts e mínima de 3 mts é típico chapeirão do arquipélago de Abrolhos, formado de alga calcaria em formato de cogumelo, encontra-se corais celebros negros, esponjas e peixes diversos como cambumba, badejos, garoupas, dentões, barracudas, sardas, cavalas, cações de galha preta, xareu e budiões.


 Turismo: explorando o mar de Abrolhos

Guadiana Navio Inglês cargueiro misto vela e motor, levando grãos de café. Começa a 14 mts e chega a 27 mts de profundidade. Está tomado por esponjas e alguns tipos de anêmonas, gorgonias e vários tipos de corais. Sua hélice reserva encontra-se em cima do convés na popa, bem como as malaquetas de amarração do sistema de velame. Aqui podemos ver grande cardume de griacó e barracudas grandes. Afundou por colisão com chapeirões, encrustados na proa e na popa. Tem 120 mts de comprimento.


 
Santa Catarina cargueiro alemão a vapor carregado de arame farpado, vasos, cerâmicas, materiais de moagem e paiol de munição. Está a 26 metros de profundidade. Possui cardumes de budiôes azuis, destoes, salemas, casualmente meros e raias matas. Encontra-se em uma espécie de esponja semi transparente e corais. Afundou em 1914 e tem 114 mts de comprimento.